Conheça o Pix, o novo sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central!

Conheça o Pix, o novo sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central!

E entenda como a Narwal vai usar essa ferramenta para o benefício de seus clientes!

O Pix é o novo sistema instantâneo de pagamentos e transferências anunciado pelo Banco Central no final de fevereiro.

E instantâneo nesse caso que dizer instantâneo mesmo! As transações vão ser realizadas em até 10 segundos, 24h por dia, todos os dias da semana!

Mas como exatamente vai funcionar o Pix do Banco Central?

Até o momento, as transferências entre contas bancárias sempre foram feitas por meio de TEDs, que são as Transferências Eletrônicas Disponíveis, e DOCs, que são os Documentos de Ordem de Crédito.

E os pagamentos de contas são feitos via boleto bancário, cartões, transações físicas ou até mesmo com dinheiro vivo.

Algumas dessas operações bancárias podem levar dias para serem realizadas e ainda podem acarretar custos para os clientes. Na maioria dos bancos tradicionais, por exemplo, uma TED pode custar entre R$ 8,00 e R$ 16,00. 

E é justamente nesses fatores que o Pix veio para fazer toda a diferença. 

E com o Pix, o que vai mudar?

É aí que o Pix entra. Seu objetivo é de facilitar a transferência de valores entre contas bancárias, o pagamento de boletos e contas e muito mais. 

Seu grande diferencial está na velocidade e disponibilidade: as modalidades de transferências disponíveis hoje, TED e DOC, são restritas tanto em relação a horários e dias quanto em quantias, já o Pix vai permitir que as transações sejam realizadas em poucos segundos, em qualquer dia e horário, além de baratear os custos de cada operação.

O Pix muda completamente o cenário atual dos TED’s e DOC’s, pois as transações vão ser realizadas em tempo real.

Além disso, o sistema vai funcionar todos os dias do ano, 7 dias por semana, 24h por dia. 

De acordo com o Banco Central, as transações do Pix vão poder ser realizadas nas seguintes modalidades:

  • Entre estabelecimentos;
  • Entre pessoas;
  • Entre pessoas e estabelecimentos; 
  • Entidades governamentais. 

O Pix vai entrar em operação oficialmente em novembro de 2020, e isso significa que até lá todos os bancos e fintechs com mais de 500 mil contas ativas vão precisar se adequar para poder oferecer esse tipo de serviço. 

Para realizar as transações do sistema Pix, vai ser preciso que tanto quem envia o dinheiro quanto quem recebe tenha uma conta, não necessariamente corrente, em um banco, uma instituição de pagamento.

As transações via Pix acontecem por meio de QR Codes Estáticos e Dinâmicos:

QR Code estático 

Esse tipo de QR Code pode ser utilizado em diversas transações. Ele pode ser usado para transferências entre duas pessoas, por exemplo. 

QR Code dinâmico 

O QR Code dinâmico é mais funcional para pagamento de compras, já que vai poder apresentar informações diferentes a cada transação, além de permitir que sejam incluídos dados adicionais sobre determinada transação.

E a Narwal, aonde entra nesse novo cenário Pix?

Pensando no Benefício dos nossos clientes, o sistema Narwal estará em breve integrado com o Pix com o objetivo de trazer ainda mais facilidade e fluidez nas operações dos nossos clientes!

E aí, gostou?

Logo logo contaremos mais novidades sobre isso!

Siga-nos também no Instagram!

https://www.instagram.com/narwal.sistemas/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *