O que é cross docking, tipos, vantagens e como implementar

Em solo, profissional de capacete e colete de segurança falando em rádio comunicador. E navio na água com containers, ilustrando o que é cross docking.

Trazendo uma série de vantagens para empresas de comex, esse sistema de distribuição diferenciado se torna muito simples e rentável depois que a empresa interessada começa a entender melhor o que é cross docking.

Por meio dele, a proposta é a de que a empresa tenha uma estrutura completa para que as mercadorias comercializadas sejam separadas e enviadas ao seu destino em um prazo máximo de 24 horas!

Imagine como o seu negócio pode sair à frente da concorrência podendo oferecer esse diferencial aos seus clientes, investindo em satisfação no atendimento e muito mais agilidade em seus processos?

No entanto, para que isso seja possível, é necessário, antes de mais nada, conhecer mais sobre essa importante prática, bem como os tipos de cross docking disponíveis no ramo.

E é aqui que a Narwal Sistemas ajuda o seu negócio!

Confira abaixo nosso guia completo sobre o que é cross docking e todo o processo de implementação envolvido nessa facilidade.

Acompanhe até o final e boa leitura!

O que é cross docking? (Conceito, principais aspectos e características)

Antes de sabermos como funciona o cross docking, vamos começar entendendo que significa cross docking e as principais considerações acerca dessa prática.

Aqui, estamos falando de um completo sistema de distribuição, que deve ter um logística bem redonda e definida, responsável por fazer com que a mercadoria recebida seja despachada para um centro de distribuição e, depois, ao consumidor final, de forma rápida.

Gigantes do e-commerce mundial, como as plataformas de produtos vindos da China e que possuem grande público no Brasil, adotam esse sistema de entregas para que suas mercadorias cheguem com maior agilidade nas casas de milhares de brasileiros.

As operações de cross docking costumam acontecer sustentadas por três aspectos fundamentais; são eles:

  • a permanência total do produto nos armazéns de instalação e seu despacho ao consumidor deve ser de, no máximo, 24 horas;
  • após recebida, a mercadoria deve ser enviada imediatamente para um veículo de saída específico, ou ficar em uma área conhecida como “área de picking”;
  • a empresa de comex deve contar com um sistema eficiente e completo de setorização e organização de informações e trocas de mercadorias recebidas.

Seguindo à risca esses três pilares, o sistema de cross docking funciona muito bem nas empresas que o aplicam.

Esse sistema, ainda, é caracterizado por oferecer redução de custos com estoque para a empresa, além de garantir maior agilidade nas entregas — e essas são apenas algumas das vantagens do cross docking!

Vamos explorar melhor esse tópico logo abaixo? Continue acompanhando a leitura!

Quais são as vantagens do cross docking?

Saber o que é cross docking implica, também, em conhecer seus principais benefícios para a implementação do processo; é aqui que as empresas acabam se convencendo do quanto é vantajoso adotar esse sistema.

Como citamos, fatores como redução de custos com armazenamento, e agilidade nas demandas de entrega são apenas algumas das vantagens dessa prática, mas não são as únicas!

Com o cross docking, o seu negócio de comex vai poder contar com:

  • melhor atendimento ao cliente;
  • muito mais controle na entrega;
  • menos custos com mão de obra;
  • menor risco de excesso de estoque;
  • diminuição de possíveis avarias nas cargas;
  • quedas consideráveis nas chances de furtos;
  • facilidade o respeito aos prazos de validade dos produtos.

Além disso, o capital de giro da empresa pode ser melhor aproveitado, além de haver mais integração entre as empresas parceiras do processo de logística, e um melhor direcionamento de produtos que suprem a demanda do negócio.

Leia também: O que é Duimp, impactos, cronograma 2023 e novo processo de importação

Tipos de cross docking e exemplos

Containers a céu aberto, simbolizando tipos de cross docking

Foto: Shutterstock

Ainda, devemos saber que existem mais de um tipo de cross docking disponível no mercado para as empresas de comex interessadas.

Listamos esses tipos abaixo, para você conhecer melhor o funcionamento, analisar as opções, e decidir qual o melhor modelo para o seu negócio:

O que é cross docking pré-distribuído?

Nesse tipo de cross docking, que inclusive é o mais comum, é o fornecedor quem faz o preparo completo da mercadoria para ser enviada ao consumidor final.

Os produtos em questão ficam embalados no espaço determinado, e o único esforço envolvido é o de despacho dos itens.

O que é cross docking consolidado?

Já no chamado cross docking consolidado, a carga envolvida é transferida para avaliação em uma área específica, fazendo qualquer tipo de adaptação de acordo com as necessidades do cliente.

Mesmo seguindo essa outra etapa, o processo continua pautado na agilidade, apenas sendo um pouco mais direcionado.

O que é cross docking híbrido?

Já em um processo de cross docking híbrido, as mercadorias recebidas devem passar, primeiro, por um setor de armazenamento temporário e, somente depois, são enviadas à etapa de cross docking propriamente dita.

Logo, essa modalidade apresenta um tipo de cross docking considerado um pouco mais flexível, ainda mantendo a agilidade e satisfação nas entregas.

É um tipo de cross que acaba sendo muito utilizado por empresas de nível B2B, que possuem grandes quantidades de cargas.

Como implementar o cross docking na logística da sua empresa? (Etapas)

Baú de caminhão com inúmeras caixas dentro, simbolizando cross docking

Foto: Shutterstock

A aplicação efetiva de um sistema de cross docking nas empresas, para que funcione de forma eficiente e garantindo bons resultados para a gestão, deve seguir um passo a passo básico.

Vamos resumir as etapas na lista abaixo:

  1. comece realizando um projeto piloto, seguindo um planejamento prévio;
  2. determine um período de adaptação e treine seus colaboradores;
  3. busque fechar parcerias com centros de distribuição, peças-chave para o funcionamento do cross docking;
  4. tenha em sua empresa um bom sistema integrado de gestão empresarial, um ERP;
  5. conte, também, com um SAC efetivo;
  6. negocie com fornecedores sempre buscando uma relação de confiança;
  7. acompanhe o feedback e os resultados do sistema e, se for o caso, implemente melhorias.

A gente ajuda você a ter uma gestão comex 360 na sua empresa: confira aqui as soluções da Narwal Sistemas!

Leia também: Carta de Correção: o que é, e quando pode ser emitida?

Conclusão

E então, tudo certo sobre o que é cross docking e como implementar esse sistema na sua empresa?

Trazendo uma série de vantagens, o cross docking é uma excelente alternativa para oferecer aos seus clientes entregas mais rápidas, e receber melhores resultados em índices de satisfação e crescimento do seu negócio.

Quer mais dicas? Acesse aqui o blog da Narwal Sistemas e fique sempre atualizado!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *