Importação de produtos: tipos, como fazer e novas regras [Guia]

Para que uma mercadoria possa ser recebida e comercializada aqui no Brasil, ela deve passar por um tratamento, que segue um protocolo direcionado pela Receita Federal e demais órgãos responsáveis: essa operação é a importação de produtos.

Dentro do ramo de comex, esse conceito é praticamente um pré-requisito para o funcionamento das empresas, uma vez que os processos de importação são apoiados em diretrizes específicas, alíquotas, e mais uma série de outras considerações.

Independentemente de qual seja o país de origem da carga em questão, as etapas para recebimento dela em território nacional costuma ser bem parecida.

Mas qual é esse processo? Existem tipos e variações?

Principalmente: como evitar erros e contratempos em operações de importação de produtos?

Sua especialista em comex, Narwal Sistemas, preparou um guia completo sobre esse tema, e tira todas as suas dúvidas aqui!

Acompanhe abaixo para conhecer as regras e saber tudo sobre como importar produtos legalmente.

Boa leitura!

O que é importação e como funciona a importação de produtos?

Vamos começar com os conceitos básicos?

A importação de mercadorias é a entrada de produtos no país, vindos de outros países.

Sendo de grande importância para os processos de relações internacionais, a importação ainda é um grande pilar que influencia a balança comercial e traz diversos benefícios para a economia brasileira.

Com cargas vindo, principalmente, dos Estados Unidos e China, o recebimento de produtos dessas potências econômicas globais injeta valores na nossa economia, e contribui para o nosso bom relacionamento com esses países.

A importação no Brasil é dividida em tipos, que variam conforme a quantidade e a origem das mercadorias, além de abranger outros fatores, como seguro, taxas de embarque e desembarque, documentação, tributos, entre outros.

Tipos de importação

Os 3 tipos de importação disponíveis nas relações de comércio internacional no Brasil são:

Importação DiretaRealizada pelas empresas que são o consumidor final do produto, a empresa interessada em receber a carga cuida de todo o processo.
Importação por ContaNesse tipo, uma empresa terceira é contratada para lidar com todos os trâmites de liberação da mercadoria.
Importação por EncomendaAqui, o importador compra produtos de um fornecedor que vem de fora e revende para um cliente em território nacional, que já fez o pedido de forma antecipada.

Quais as vantagens de importar produtos?

O mercado de importação de produtos tem se tornado cada vez mais aquecido: essa matéria da Valor Investe apresenta alguns dados acerca de números de importação e exportação no Brasil, e como isso impacta o nosso mercado.

Seja a sua empresa iniciante ou já consolidada no mercado controle de importações, a verdade é que as vantagens da importação atraem empresários e investidores com muita frequência, e pode oferecer altos lucros.

Alguns desses benefícios são:

  • preços mais atrativos;
  • controle das operações;
  • fornecedores mais competitivos;
  • flexibilidade para negociações em diversos níveis;
  • definição da logística envolvida com margem para uma redução de custos;
  • e muitos outros benefícios!

Leia também: Controle de importação: o que é e por que usar um software!

Como fazer a importação de produtos?

Mulher de camisa branca e capacete, usando notebook observando containers que estão empilhados ao ar livre

Para que não haja problemas com a Receita Federal e demais órgãos fiscalizadores de processos de comex, as empresas interessadas em importação de mercadorias devem seguir alguns passos essenciais para esse processo.

Confira abaixo quais são essas etapas:

  1. informe-se acerca das normas fiscais de importação dos produtos que você deseja trazer para o Brasil;
  2. habilite seu cadastro no RADAR, o Registro e Rastreamento da Atuação dos Investidores Aduaneiros;
  3. adeque seus processos conforme determina o Portal Único de Comércio Exterior;
  4. registre suas operações por meio da DUIMP, a Declaração Única de Importação;
  5. sempre pesquise bem a procedência de seus fornecedores, escolhendo os mais confiáveis;
  6. verifique a incidência de taxas de câmbio na moeda estrangeira em questão;
  7. emita com corretamente suas notas fiscais e faça constantes análises logísticas dos seus processos.

Imposto de importação de produtos: conheça as novas regras

O atual governo mudou algumas regras acerca do processo de importação de mercadorias, impactando principalmente o varejo brasileiro.

Essa matéria do G1 destaca as principais mudanças apresentadas pelo Ministério da Fazenda, destacando que elas serão válidas a partir de 1º de agosto de 2023.

De acordo com a pasta, as empresas devem se cadastrar no novo programa da Receita Federal, o Remessa Conforme, para serem isentas de Imposto de Importação em compras de até US$50.

Na importação, quais são os principais parceiros comerciais do Brasil?

Estamos bastante acostumados com a influência da cultura de outros países, seja pelas mercadorias diferenciadas ou pelos preços mais competitivos — e em conta.

Essa necessidade por produtos importados aquece o mercado comercial no Brasil, impacta relações internacionais, e nos coloca como potencial e importante comprador de parceiros muito relevantes.

Importação de produtos dos EUA

Os Estados Unidos são importantes aliados na nossa balança comercial, representando 17,95% dos índices de importação do nosso país, em uma análise anual.

Isso indica valores na casa dos 39 bilhões de dólares com a movimentação de produtos que trazemos do solo estadunidense para cá.

Importação de produtos da China

Outro gigante da importação e que atrai compradores brasileiros é a China, inclusive com uma parcela maior de demanda do Brasil: 21,72% das nossas importações vêm do país oriental.

Em valores monetários, a última análise apontou uma movimentação de mais de 47 bilhões de dólares na relação do mercado chinês com o Brasil.

Além dos dois países, fazem parte do nosso ranking com maiores participações nas exportações brasileiras, conforme matéria do G1:

  • Argentina;
  • Países Baixos (Holanda);
  • Chile;
  • Singapura;
  • México;
  • Coreia do Sul;
  • Japão;
  • Espanha.
Banners azul, com ilustração de containers, escrito: Transforme a sua operação de comex com o Narwal. Conheça o software líder do mercado e garanta uma gestão assertiva, sem planilhas, parametrizada e integrada.

Conclusão

Agora você já sabe tudo sobre como funciona a importação de produtos no Brasil!

Uma parcela importante da nossa economia, trazer produtos de fora é vantajoso para a empresa, para o comércio no geral, e para o consumidor final, que cada vez mais tem acesso a recursos internacionais e deseja adquiri-los em solo brasileiro.

Estar em dia com as exigências da Receita Federal para realizar processos de importação é fundamental para a sua empresa!

Quer mais dicas e conteúdos como esse? Acesse aqui o blog completo de Narwal Sistemas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *