Tecnologia em comércio exterior: como a inovação apoia o setor

tecnologia em comércio exterior, Tecnologia em comércio exterior: como a inovação apoia o setor

A tecnologia em comércio exterior tem sido uma ferramenta essencial para a otimização de processos tidos como burocráticos.

O comércio exterior, quando auxiliado pelas novas soluções tecnológicas, pode ser impulsionado e atingir melhores resultados.

Desse modo, o auxílio das tecnologias é de grande importância para as transações de importação e exportação.

Por isso, neste artigo vamos te explicar sobre ferramentas capazes de melhorar os processos do comércio internacional. Boa leitura!

O que é tecnologia em comércio exterior e qual sua importância

A tecnologia no comércio exterior busca integrar processos em sistemas fundamentais, como o SISCOMEX. 

Além disso, a tecnologia oferece ferramentas que podem ser úteis na otimização e facilitação de procedimentos do comércio internacional.

Com esse respaldo, é possível aumentar a competitividade desse mercado, fazendo com que a economia internacional brasileira se fortaleça.

Ainda, as soluções podem aumentar a rentabilidade e eficiência nas transações internacionais de empresas de pequeno porte. 

Desse modo, investir em tecnologias para comércio exterior tem sido uma tendência.

Temas como Comex 4.0 estão em pauta entre as empresas da área, pois é mais uma transformação do setor que busca digitalizar processos, favorecendo assim todos os aspectos das atividades aduaneiras.

Quais atividades esse profissional realiza em seu cotidiano

tecnologia em comércio exterior, Tecnologia em comércio exterior: como a inovação apoia o setor

A Tecnologia em Comércio Exterior também é um curso superior, onde se formam profissionais capazes de exercer as principais atividades do ramo, como:

Importação e exportação

O profissional da área aprende como realizar importação e exportação da forma certa, ao emitir documentos sem erros, evitando assim gastos desnecessários.

Transações cambiais

Profissionais formados nesse curso aprendem a realizar operações de câmbio específicas de exportação e importação.

Assim, eles possuem conhecimentos das principais moedas utilizadas, como o dólar comercial.

Despacho e legislação aduaneira

Pessoas com essa formação possuem conhecimentos sobre despacho aduaneiro, ou seja, o processo em que a fiscalização confere se a mercadoria corresponde ao indicado, bem como o lançamento de tributos.

Assim, um profissional tem total conhecimento para realizar esse procedimento sem nenhuma adversidade. 

Prospecção e pesquisa de mercados

O mercado internacional, principalmente no Brasil, é bastante competitivo. Por isso, é preciso realizar pesquisas de mercados para que uma empresa saia bem.

Os profissionais tecnólogos em comércio exterior sabem fazer isso. 

Definição de planos de ação

Após realizar pesquisas e acompanhamentos do mercado, é preciso definir planos de ação mais assertivos possíveis. Profissionais da área aprendem a pensar em direcionamentos.

Negociação e execução de operações legais

Os indivíduos formados em Comércio Exterior conhecem sobre a legislação aduaneira para possíveis negociações. 

Contratos e logística internacional

Também é do conhecimento de profissionais da área que saiba interpretar e assinar contratos do comércio internacional.

Além disso, eles também sabem como funciona a logística internacional.

Controle do fluxo de embarque e desembarque de produtos

O fluxo de embarque e desembarque é bem supervisionado por pessoas formadas no curso em questão. Esse trabalho evita maiores confusões, que podem gerar problemas de mensuração. 

Como a tecnologia otimiza o comércio exterior

A tecnologia otimiza o comércio exterior a partir do uso de algumas ferramentas, como automação, Inteligência Artificial, Big Data e Internet das Coisas.

Com esses recursos, é possível obter as seguintes vantagens: 

  • redução de erros em legislação;
  • maior eficiência nas importações e exportações;
  • mais facilidade na usabilidade de sistemas de comércio exterior;
  • maior rentabilidade;
  • redução de custos por dispensar alguns tipos de funcionários e evitar custos extras;
  • decisões mais estratégicas.

Conheça as principais tecnologias que podem beneficiar as empresas de comex

tecnologia em comércio exterior, Tecnologia em comércio exterior: como a inovação apoia o setor

Conheça as mais novas ferramentas tecnológicas que podem aprimorar o trabalho realizado por empresas de comex:

Computação na nuvem

A computação em nuvem é uma tecnologia que tem como objetivo tornar recursos da Tecnologia da Informação (TI) disponíveis na internet. Assim, não é preciso manter servidores fixos.

Nesse sentido, a programação realizada por empresas de comércio exterior pode ser facilitada e realizada de qualquer lugar.

Automação de atividades

A automação funciona a partir da realização de processos operacionais sem, necessariamente, a ajuda de um funcionário.

Ela pode ser administrada de diversas formas, como por máquinas (robôs).

Aplicação da Inteligência Artificial

A Inteligência Artificial consegue analisar dados e gerar previsões por si só, em um período de tempo menor do que o necessário para o trabalho por um funcionário.

Assim, utilizar a IA no comércio internacional pode ser um bom investimento.

Uso de Blockchain

O Blockchain é um livro de razão pública que realiza o registro de transações de moedas, geralmente virtuais, por meio de uma operação imutável e segura.

Para as empresas que realizam transações com moedas virtuais, a ferramenta é confiável e atribui maior segurança para o armazenamento.

Business Intelligence

O Business Intelligence é um conjunto de ações onde se coleta e analisa dados com ferramentas especiais.

A sua principal característica é o auxílio para tomada de decisões. Vale ressaltar que são utilizados recursos diversos, sejam eles digitais ou não.

Big Data

O Big Data é uma tecnologia onde se coletam dados e os analisam, de modo a melhorar os resultados de uma companhia.

O comércio exterior conta com diversos dados que podem ser fundamentais para uma melhor previsibilidade do mercado.

Internet das Coisas

A internet das coisas é, basicamente, a distribuição de internet na maior parte dos dispositivos. Assim, a integração pode ser obtida, pois, afinal, mais aparelhos estão conectados na rede.

A Internet das Coisas pode ser aplicada de forma mais comum, como na automação de objetos do lar, bem como em uma esfera mais industrial. 

Integração de sistemas

O comércio eletrônico funciona por meio do uso de muitos sistemas, como o mais tradicional SISCOMEX. 

Por isso, alguns sistemas digitais buscam integrar as plataformas mais utilizadas, facilitando assim, em um mesmo lugar, a administração de informações e operações.

A Narwal Sistemas, por exemplo, oferece sistemas digitais integrados que buscam otimizar as suas transações de comércio internacional. Saiba como impulsionar o seu comex!

Conclusão

Agora você entende melhor sobre a importância da tecnologia no comércio exterior? Nos diga nos comentários!

Não deixe de investir nas melhores práticas tecnológicas do mercado. Caso contrário, o seu negócio se tornará atrasado em detrimento a outros.

Assim, em um cenário tão competitivo, você pode ficar para trás.

Caso tenha gostado deste artigo, também recomendamos a leitura: “Drawback Integrado: O que é e Como Funciona”.

Para ler mais informações relevantes sobre importações e exportações, acompanhe o nosso blog! 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.