Transporte Marítimo Pode Recuperar Perdas de uma Década em um Ano

Transporte Marítimo Pode Recuperar Perdas de uma Década em um Ano, Transporte Marítimo Pode Recuperar Perdas de uma Década em um Ano

Se, por um lado, a escassez de navios e contêineres ao redor do mundo gera um caos logístico para produtores e consumidores, no frete marítimo, o ano de 2021 se anuncia com resultados sem precedentes.

Está se estimando que, nesse ano, o lucro dos armadores deve ficar entre U$ 100 bilhões e USD 150 bilhões, então talvez façam em um ano o que perderam em 10, afirma o diretor de gerenciamento da Solve Shipping, Leandro Barreto.

Os armadores ao redor do mundo recuperariam, assim, perdas que afetam este mercado desde a crise internacional de 2008. “Frete marítimo é uma commodity. Antes de 2008, oferta e demanda vinham crescendo a dois dígitos. Estávamos no pico da globalização. Até que veio a crise, em um momento de muita compra de navios. Podemos perceber que a oferta cresceu sistematicamente acima da demanda. Tinha mais navio que gente querendo exportar”, explicou Barreto.

De 2008 até meados de 2017, o setor do transporte marítimo internacional sofreu com perdas de investimentos. Diversas empresas quebraram, encerraram as atividades ou foram vendidas. Estima-se, segundo Barreto, que os armadores tenham tido perdas de até R$ 100 bilhões.

Via Jornal do Comércio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.