Transporte Marítimo Pode Recuperar Perdas de uma Década em um Ano

Transporte Marítimo Pode Recuperar Perdas de uma Década em um Ano

Se, por um lado, a escassez de navios e contêineres ao redor do mundo gera um caos logístico para produtores e consumidores, no frete marítimo, o ano de 2021 se anuncia com resultados sem precedentes.

Está se estimando que, nesse ano, o lucro dos armadores deve ficar entre U$ 100 bilhões e USD 150 bilhões, então talvez façam em um ano o que perderam em 10, afirma o diretor de gerenciamento da Solve Shipping, Leandro Barreto.

Os armadores ao redor do mundo recuperariam, assim, perdas que afetam este mercado desde a crise internacional de 2008. “Frete marítimo é uma commodity. Antes de 2008, oferta e demanda vinham crescendo a dois dígitos. Estávamos no pico da globalização. Até que veio a crise, em um momento de muita compra de navios. Podemos perceber que a oferta cresceu sistematicamente acima da demanda. Tinha mais navio que gente querendo exportar”, explicou Barreto.

De 2008 até meados de 2017, o setor do transporte marítimo internacional sofreu com perdas de investimentos. Diversas empresas quebraram, encerraram as atividades ou foram vendidas. Estima-se, segundo Barreto, que os armadores tenham tido perdas de até R$ 100 bilhões.

Via Jornal do Comércio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *