Custos de importação: conheça os principais, como calcular e reduzir

Simbolizando custos de importação: Pessoa usando notebook, sobre a mesa também um bloco de anotações, uma calculadora e outros dispositivos.

Para que uma carga possa ser recebida e, posteriormente, comercializada aqui no Brasil, existem alguns custos de importação envolvidos no processo.

Esse é um assunto de caráter fundamental em operações de comex, uma vez que impacta diretamente toda a logística desse ramo de atuação.

Os custos são essenciais para que o despacho aduaneiro ocorra de forma assertiva, bem como o repasse ao consumidor, se necessário, e demais questões tributárias da empresa envolvida.

No entanto, quais são esses custos? Como eles são calculados e qual a possibilidade de redução das alíquotas?

A Narwal Sistemas, sua especialista em gestão de comex, traz aqui um conteúdo especial, para você saber tudo sobre esse assunto e entender melhor a importância do controle de custos nas empresas.

Acompanhe o artigo abaixo e boa leitura!

Primeiramente, o que fazer antes de importar?

O primeiro passo para evitar surpresas com o custo de importação é adotar algumas estratégias antes mesmo de trazer um produto de fora do país.

A sua empresa deve estar preparada para o pagamento dessas taxas para conseguir precificar o valor de venda da mercadoria que chega, e conseguir quantificar assertivamente seus lucros.

Invista em um processo de controle e análise desses valores, além de estar presente no Siscomex, o portal do Governo Federal para a área, a fim de acompanhar pendências e possíveis irregularidades.

A importância do Cadastro no Radar e da Declaração de Importação

O Radar é uma ferramenta do próprio Governo Federal que é obrigatória para todas as empresas que realizam trâmites de importação e exportação.

Sigla para Registro e Rastreamento da Atuação dos Intervenientes Aduaneiros, o sistema é responsável por integrar, acompanhar e controlar as operações do comércio exterior.

Além desse sistema, o importador também deve estar atento para a emissão da Declaração de Importação.

Sempre que for solicitada a compra de mercadorias vindas de outro país, esse documento é exigido, uma vez que coleta e armazena todas as informações necessárias para o prosseguimento do despacho aduaneiro.

Quais são os principais custos de importação?

Simbolizando os principais custos de importação: Uma pessoa usando notebook e a outra escrevendo em um caderno, aparentemente estão em uma sala de reunião.

Com esses passos iniciais cumpridos, a sua empresa já pode voltar a atenção aos verdadeiros custos de importação no Brasil.

Eles devem ser calculados em todo o processo de importação: desde a compra da carga em questão até a logística para a realização da entrega ao consumidor final.

Acompanhe abaixo quais são esses custos e suas respectivas definições:

Valor da matéria-prima e do produto

O primeiro custo a ser considerado é o valor de fabricação da mercadoria em questão.

O valor “industrial” do produto abrange os custos tidos com matéria-prima, embalagens, e diversos outros insumos fundamentais.

Esses valores impactam diretamente o preço que o produto vai performar no mercado, que é o preço que chega para o consumidor final.

Negligenciar esses custos traz sérios riscos para o seu lucro; por isso, não deixe de considerá-los.

Custos operacionais e quais são as despesas aduaneiras na importação

Não tem como falar de custos de importação e não falar da aduana, não é mesmo?

Para que um produto seja aceito de forma legal para comércio dentro do país, o Governo Federal solicita o pagamento de alguns impostos, como:

  • II, o Imposto de Importação;
  • PIS, o Programa de Integração Social;
  • IPI, o Imposto sobre Produtos Industrializados;
  • COFINS, a Contribuição para Financiamento da Seguridade Social;
  • ICMS, Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços.

Lembrando que as taxas variam conforme a carga importada.

Ainda, existem despesas aduaneiras que incidem sobre a mercadoria, variando conforme a complexidade do serviço e o volume da carga.

Frete internacional

Custos com frete também são incorporados aos valores pagos em processos de importação.

A logística de frete envolve uma série de gastos: transporte e entrega, manuseio, armazenamento da carga, além da mobilização de vários funcionários.

Ainda, na área de comex, o frete envolve outro nível de logística, que é o uso de contêineres em casos de fretes marítimos — e toda essa operação deve ser considerada e calculada.

Seguro da carga

Não é obrigatório, mas é uma economia que pode sair cara se não for considerada.

O seguro de carga respalda a empresa em casos de imprevistos com a importação do produto, e varia conforme o valor da carga.

Como calcular os custos de importação de mercadorias?

Pessoa usando calculadora, representando como calcular os custos de importação

Saber como contabilizar as despesas de importação é fundamental para que a sua empresa opere de forma rentável e, principalmente, conforme determina a legislação fiscal.

Para que o processo seja feito de forma correta, e sem erros, é fundamental que a empresa tenha uma planilha de custos de cada carga, e a fórmula usada para esse cálculo varia bastante para a maioria dos produtos importados.

Boa parte das importações realizadas aqui possuem custos de importação que variam entre 80% a 100% do valor da carga.

O mais indicado é contar com um sistema de gestão e organização desses processos, evitando erros nos cálculos!

Como reduzir os custos de importação?

A redução de custos de importação é um tema que interessa muito às empresas que realizam esse serviço, justamente pela possibilidade de potencializar seus lucros, e até evitar um repasse muito alto ao consumidor.

Mais uma vez, um sistema de gestão pode ajudar: a digitalização desse processo faz um levantamento automático e ajuda a empresa a reduzir as chances de prejuízos.

Possíveis benefícios fiscais

Mesmo sendo alíquotas que impactam nos valores de importação, o pagamento desses custos também oferece vantagens ao empresário.

Aderir ao pagamento correto das taxas pode trazer:

  • crédito presumido;
  • alíquotas reduzidas;
  • isenção de alguns impostos;
  • suspensão de determinadas cobranças;
  • base de cálculo reduzida em muitos casos.

Vale lembrar que esses valores estão relacionados à base de incidência do ICMS, e que variam conforme o estado do Brasil em que a empresa se encontra.

Leia também: KPI no Comex: o que é, benefícios e quais são as principais [Guia]

Como a Narwal pode te ajudar

As soluções de Narwal Sistemas oferecem apoio ao importador em todo o processo de comex!

A gente se compromete em simplificar as informações envolvidas nos custos de importação, e agilizar os seus processos, tudo para que você possa otimizar os resultados da sua empresa.

Banner azul com letras brancas, escrito: Conheça o Narwal e controle multas e evite a demurrage. Reduza o tempo e gastos indesejados com o controle de ponta a ponta com o Narwal. Botão escrito "Solicite uma Demonstração"

Conclusão

E então, tudo certo acerca dos custos de importação que incidem sobre cargas aqui no Brasil?

Narwal Sistemas fica feliz em poder ajudar você, empresário do ramo de comex, a aumentar os lucros das suas operações por meio de um sistema descomplicado de usar, e rentável para o seus processos.

Para mais conteúdos como esse, acesse o blog completo de Narwal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *